O ranking – intitulado ‘The 50 Most Influential Education Brands on LinkedIn’ – considerou a audiência do LinkedIn como um todo, ou seja, 400 milhões de usuários no mundo, contemplando apenas as instituições de educação.

linkedin_4

A Fundação Getulio Vargas foi eleita TOP 10 entre as principais IES (Instituições de Ensino Superior) do mundo, em ranking divulgado pelo LinkedIn nesta quarta-feira, dia 03. A FGV foi a única representante do país na lista, à frente, inclusive, de instituições como Harvard Business School (EUA), MIT – Massachusetts Institute of Technology (EUA) e INSEAD (França).

O ranking – intitulado ‘The 50 Most Influential Education Brands on LinkedIn’ – considerou a audiência do LinkedIn como um todo, ou seja, 400 milhões de usuários no mundo, contemplando apenas as instituições de educação. O estudo foi realizado baseado no modelo de classificação proprietário do LinkedIN CMS (Content Marketing Score), que chegou a esse resultado por meio da medição da relação entre a audiência total da rede e os usuários únicos engajados com o conteúdo ofertado por ela. Atividades como atualizações da página das instituições, ações de funcionários, conversas em grupos e posts patrocinados são classificadas como conteúdo pela plataforma.

De acordo com o LinkedIn, as marcas contempladas possuem as seguintes características em comum: 95% delas têm funcionários que compartilham conteúdo criado por outros; 90% possuem colaboradores que postam seu próprio conteúdo; 75% investem no LinkedIn Sponsored Updates e 100% atualizam suas respectivas páginas corporativas.

Atualmente, a FGV possui forte presença na rede social, com mais de 365 mil seguidores na University Page e 135 mil na Company Page, com uma média de engajamento total por mês de mais de 13 mil interações – entre cliques, curtidas, comentários e compartilhamentos –, além de quase 2 milhões de impressões médias de conteúdo mensal. Com páginas em inglês e português, a Fundação alcança, em média, mais de 20 mil usuários únicos por mês.

Para ter acesso às informações na íntegra, acesse aqui o slideshare divulgado pelo LinkedIn.